COMPRE CONSCIENTEMENTE

janeiro 17, 2015



Janeiro, o mês da tentação. Se você pensa que as liquidações malucas só duram em dezembro, está muito enganado(a). O mês atual é o mais perigoso para todos os consumistas, ainda mais os parecidos com Becky Bloom. 


Eis o Alerta Vermelho: Comprar uma peça pela empolgação do momento. 


E aí não adianta cantar Summertime Sadness da Lana Del Rey. É preciso ter consciência de qual momento é o certo para comprar. Existem períodos em que o comércio joga falácias na mídia, e por serem tão convincentes compramos sem pensar duas vezes.


Isso não é para você deixar de comprar, mas sim um aviso carinhoso para que você tenha cuidado. Analise bem se vale a pena a compra. Toque no tecido da roupa, veja se o preço está compatível com a peça, pesquise, e um dos quesitos mais importantes: se realmente aquele tecido possuí uma boa durabilidade.   


Por exemplo, quando o tecido é fino demais, as chances de ocorrem catástrofes com a roupa são grandes ainda mais quando você cisma de usar essa roupa no seu dia-a-dia. E o lado mais chato é quando começa a soltar fios, o que é inevitável por causa da costura delicada. Aí você fica chateado(a) porque você acabou de investir em uma roupa que já está em pedaços logo na primeira semana de uso.


E ainda é capaz de você ter que procurar em alguma loja uma peça ou igual semelhante aquela. O que pode estimular, mesmo que inconscientemente, o consumismo compulsivo, linhas de crédito e empréstimos, tudo justamente por não ter feito uma boa escolha.

Mas, também entramos naquela questão de: Qual é o tipo de roupa que eu devo usar no meu dia-a-dia e para ocasiões especiais? 


Quero dizer, você pode usar qualquer coisa, afinal, as roupas são suas. Porém, existem tipos de roupas que pela costura são frágeis demais. Estes tipos de roupas, são mais viáveis em ocasiões especiais.


Porque querendo ou não, as roupas possuem um prazo de validade. E é sempre melhor usar no dia-a-dia roupas com tecidos mais "grossos" justamente por serem mais duráveis. Logo abaixo um exemplo de uma peça-chave para o dia-a-dia:




Eu tenho uma calça jeans, por exemplo, que é o meu xodó e que uso quase sempre. Durou por uns 2 anos, agora esta um pouco velhinha (e ainda uso mesmo assim). Ela é confortável, e rola usar bastante na semana. 


Então pessoal, façam uma análise sobre a peça que forem comprar. Criem mentalmente um painel semântico com os fatores que vocês julgam necessários. Como eu disse no primeiro post: Comprem conscientemente.

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images